quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Para que conste

A propósito do texto da Madalena, “Para que conste, de novo...”, apetece-me repetir o que aqui escrevi em 31 de Maio de 2005:

“Se há pessoas que eu admiro, são os professores. Se há pessoas que eu recordo com respeito e ternura, elas foram os meus professores. Claro que, ao longo da minha vida, tive professores de quem gostei e outros de quem não gostei. Curiosamente, aqueles de quem mais gostei foi dos que ministravam as minhas disciplinas preferidas. Ainda hoje não sei qual a relação entre professores e disciplinas: gostava das disciplinas pelos professores ou gostava dos professores pelas disciplinas? Seja como for, considero que, na maioria, cumpriam a sua missão como se de um sacerdócio se tratasse. E, não obstante tudo o que hoje se diz do ensino, quero acreditar que muitos vão deixar nos seus alunos uma marca igual à que em mim perdura até agora. Lembro-me, com muita saudade, da minha professora de francês e de literatura portuguesa - Noémia Paiva Henriques. Já não está entre nós, mas continua viva no meu coração.”

5 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

É verdade que os professores nos marcam. Não esquecerei nunca a minha professora da 4ª classe, na Beira, a D.Cesarina e depois cá a D.Conceição (não sei o resto do nome, mas tu sabes), professora de Latim.
Beijinho
beirense

sexta-feira, fevereiro 29, 2008 6:13:00 da tarde  
Blogger Laura Lara disse...

Também foi minha professora de latim e de grego.O apelido, o apelido... deixa cá ver: seria Soares Machado?
Beijinhos e bom fim-de-semana

sexta-feira, fevereiro 29, 2008 7:10:00 da tarde  
Blogger MCM disse...

Tão verdade tudo o que dizes!

sexta-feira, fevereiro 29, 2008 10:49:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Olá,
Daqui parti para outras paragens. Regresso para deixar um beijinho beirense e desejar tudo de bom.
Alda

segunda-feira, março 03, 2008 11:25:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

Obrigada, Laura!
É tudo o que posso dizer em dias em que se torna difícil encontrar quem nos entenda. O mais interessante é que neste momento eu nem me importava era de ser avaliada pelos pais. EStou segura de que entendem a dificuldade que os professores têm em manter um ritmo de vida saudável dentro da escola. Muitos beijinhos.

quinta-feira, março 06, 2008 9:39:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home