quarta-feira, janeiro 16, 2008

Amizade

De tantos amigos que tive ao longo da vida, de muitos perdi-lhes o rasto. De alguns recordo-lhes ainda os nomes, de outros nem isso.
Ao fim de quase meio século de afastamento, foi com surpresa que ouvi uma mensagem no gravador do meu telefone:
- Julgo estar falar para casa da minha amiga Laura; daqui fala Nuno...
O meu número de telefone, soubera-o através de um vizinho da minha mãe. Coincidência!?
Queria oferecer-me o livro que acabara de editar.
Em conversa, descobri que aqui, no prédio onde vivo, habita também um amigo dele.
Coincidência!?
Ouvi-lo, foi um enorme prazer. Ler o livro, um imenso prazer.
Como escreveu na dedicatória do livro: “Ficou a amizade e a boa lembrança”.
A vida é uma enorme coincidência!?

4 Comentários:

Blogger Carlota disse...

Que boa surpresa reencontrar velhos amigos! :)
E assim percebo que a sua ausência da blogosfera não tem sido uma coincidência...

quarta-feira, janeiro 16, 2008 2:16:00 da tarde  
Blogger Periférico disse...

E feita de encontros e desencontros... E as coincidências até dão mais sabor aos reencontros!:-)

Beijos

quinta-feira, janeiro 17, 2008 4:20:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

O mundo é pequeno, dizemos também. Que linha tão ternas. Um beijinho grande!

quinta-feira, janeiro 17, 2008 10:10:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Eu acho que não há coincidências!!
Tenho dito.
Beijinho
beirense

domingo, janeiro 20, 2008 8:22:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home