domingo, outubro 08, 2006

Respigos de África - XLIV

Um dia, o moleque apareceu com uma bela coroa em ouro num dos dentes da frente.
O meu Pai reparou.
Noutro dia, o moleque apareceu com a sua bela coroa em ouro num dos dentes da frente.
Ao meu Pai pareceu-lhe que não era o mesmo dente. Reparou e prestou mais atenção.
Era um facto. A coroa saltitava de dente para dente, mas sempre num dente da frente.
Interrogado, respondeu:
- Patrão, mas qualquer dente serve! Nosso usa a coroa só para ficar mais chibante!

8 Comentários:

Blogger MJM disse...

Faço ideia como teria ficado o seu pai para lhe poder responder alguma coisa... Talvez apenas sorrir!
Mas temos, nos dias de hoje, ainda de feição mais grave quem continue a mostrar (aqui vou-me servir da imagem metaforicamente)coroas de ouro - muitas - que apenas "também saltitam" para deslumbrar os desprevenidos ou aqueles que igualmente as querem!!!
Mas na história contada no post
tem realmente muita graça e representa uma outra realidade.
Beijos

segunda-feira, outubro 09, 2006 5:30:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

Chibante e chunguila!!!!!
Ter dentes chibantes hoje em Portugal é que está pela hora da morte... Beijinhos, Laurinha!

segunda-feira, outubro 09, 2006 10:42:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Muito gostavam os moleques de chibantices. Ao domingo engravatavam-se e espetavam a ponta da gravata no ombro com um alfinete...era o ventoi que os fazia mais chibantes...
Beijinhos
beirense

PS A Matilde está um espectáculo!!!!

terça-feira, outubro 10, 2006 11:10:00 da manhã  
Blogger tee disse...

ai chibante... há quanto tempo não ouvia essa palavra. obrigada pela história tão típica laurinha
bjs

terça-feira, outubro 10, 2006 11:26:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

Anónima Beirense
A história da gravata já a contei nos Respigos XII, em 25 de Setembro de 2005. Vai lá espreitar. Beijinhos para a Matilde e para ti também. Ta-tá!

terça-feira, outubro 10, 2006 11:36:00 da manhã  
Blogger 125_azul disse...

E deve ter ficado maningue chibante, jura mesmo xicuembo xanhaco.

Ai, as coisas que tu me fazes lembrar. Lá me vou com uma lagrimita teimosa e incapacidade total de comentar o post sobre a Beira...
Beijinhos,hambanine

terça-feira, outubro 10, 2006 3:20:00 da tarde  
Blogger Periférico disse...

Há preferências estéticas que não se discutem ;-)

Beijos

terça-feira, outubro 10, 2006 7:00:00 da tarde  
Blogger JPF disse...

Ao ler este post a primeira ideia que me veio foi o "chibante". E o regresso aos meus - poucos - anos africanos onde também a ouvi e aprendi.
Vejo agora que sendo o 8.º comentário, quatro já o evocam mas, mesmo assim, aqui o deixo.
Beijos

terça-feira, outubro 10, 2006 11:49:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home