segunda-feira, maio 29, 2006

O Museu Bramah em Londres

A Folha de Chá referiu-se hoje às borboletas. Ontem, na Figueira da Foz, eram mais que muitas.
Este calor embota-me o pensamento. Consegui, no entanto, pensar que a água chalada – era assim que a designávamos em Moçambique – bem geladinha era um óptimo paliativo para a sede e para o calor.
E daí derivei para Londres. E para o Museu Bramah de Chá e Café.

“The Portuguese priest Gaspar de Cruz was the first European to give an account of the drinking of tea, about 1560 and tea arrived in Lisbon shortly afterwards. Dutch merchants were the first to carry tea back to Europe commercially for sale, in a shipment of 1610, and teapots were among the articles of porcelain that were imported into Europe from China in ever increasing quantities during the seventeenth century. Tea drinking became fashionable first in Holland, and in England during the second half of the seventeenth century.”

E dedico este texto e a visita ao museu à Folhita.

8 Comentários:

Blogger Folha de Chá disse...

Laura Lara: mas que linda dedicatória. :) Muito obrigada. :) Não sei se mereço este texto, nem tantos mimos. Mas claro que gostei. Muito. :) Beijinhos! Muito obrigada por todo o carinho. :)

segunda-feira, maio 29, 2006 10:14:00 da tarde  
Blogger Carlota disse...

Hum... Pelos vistos, o chazinho fresco desembota bem os pensamentos! :D
Beijola.

segunda-feira, maio 29, 2006 10:17:00 da tarde  
Blogger Pitucha disse...

Nada como a limonada para ter a sede!
Sem açucar claro...
Beijos

terça-feira, maio 30, 2006 12:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

nada como o chá gelado para aliviar do calor. E se a beira era quente!!!
Bjs
Luh

terça-feira, maio 30, 2006 2:31:00 da tarde  
Blogger Periférico disse...

E que bem me saberia agora um copo dessa água chalada ;-)

Beijos

terça-feira, maio 30, 2006 3:35:00 da tarde  
Blogger Kalinka disse...

OLÁ AMIGA LAURA
Estou em falha, peço desculpa, já não vinha cá há alguns dias, mas...hoje tinha que ser...para agradecer as lindas e simpáticas palavras que deixou no meu kalinka, já por 2 ou 3 x.
É verdade, na minha Vida, um dia sem exemplo, acontece uma coisa que me faz Feliz e eu, dou-lhe logo uma grande importância, merecedora de um post. Foi esse pedido da minha neta, para eu ir com ela no carrocel (carrossel) não sei, mas acho que se pode escrever das 2 maneiras, e o meu impulso em aceder. Estava bem longe de me imaginar ali, com ela.
Então, sempre foi ao encontro no sábado passado, das antigas alunas do Colégio? Se foi, espero que se tenha divertido.
Mas, apercebo-me que de vez em quando vai até à Figueira, linda cidade, bem à beira-mar. Beijos.

terça-feira, maio 30, 2006 3:38:00 da tarde  
Blogger MCM disse...

Agua gelada, chá gelado... tudo serve com este calor...

terça-feira, maio 30, 2006 10:15:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

Que boa sugestão, Laurinha!
No Algarve nem houve calor assim tamto como c
a em Lisboa, nem mosquitos, nem borboletas. Era mesmo um 'tá-se bem. O que não é tão frequente como se pode pensar à primeira vista. Beijinhos, Laurinha!

quarta-feira, maio 31, 2006 9:55:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home