quinta-feira, maio 11, 2006

Histórias Lembradas - XI

A hérnia do meu Tio Manuel estrangulou. Necessitou de uma intervenção cirúrgica urgente que aconteceu no Hospital de São José, em Lisboa. Por inexistência de camas vagas, a recuperação teve de ser feita no Hospital do Desterro, para onde foi transferido.
Ficou numa enfermaria de doze camas, onde o mobiliário – camas e mesas-de-cabeceira – era novo, em resultado de um qualquer programa de ajuda estrangeiro. No entanto, o estado das paredes e do tecto era absolutamente deplorável. Humidade infiltrada com abundância e até buracos no tecto, toscamente tapados com papel de jornal.

Após ter tido alta, decidiu o meu tio, a expensas suas, mandar pintar e reparar aquela enfermaria. Ofereceria as tintas, ofereceria todos os demais materiais, ofereceria o trabalho, ofereceria tudo o que fosse necessário.
Tendo perguntado na Secretaria quais os requisitos a cumprir com vista à satisfação do seu desejo, não foi fácil, perante tão inusitada questão, obter a informação de que teria de dirigir uma carta ao director do hospital, expondo a sua pretensão. Assim fez e esta carta andou em bolandas, de serviço para serviço, até chegar às altas instâncias governamentais.

Decorrido mais de um ano, obteve como resposta final que não seria possível autorizar-se o seu pedido, uma vez que nada na lei em vigor permitia que um particular executasse quaisquer obras num edifício público, ainda que sem custos para o Estado.

Esta história foi vivida em Lisboa, há uns vinte anos.

7 Comentários:

Blogger Pitucha disse...

Não fosse depois achar que as paredes eram dele!
(Sempre fomos um país giro...)
Beijos

quinta-feira, maio 11, 2006 4:36:00 da tarde  
Blogger Torquato da Luz disse...

História deliciosa, como sempre, caríssima Laura. Aconteceu "há uns vinte anos", mas podia ter sido a semana passada.
Ao contrário do que diz o Poeta, aqui só mudam os tempos, não as vontades. Por outras palavras, estamos cada vez mais na mesma.
Beijinhos.

quinta-feira, maio 11, 2006 9:01:00 da tarde  
Blogger dakidali disse...

Só podia ser neste País. Se fosse hoje ainda o prendiam...
Beijinhos

quinta-feira, maio 11, 2006 9:44:00 da tarde  
Blogger lilla mig disse...

Pois... No comment! :)

sexta-feira, maio 12, 2006 3:06:00 da tarde  
Blogger Laura Lara disse...

Pituxa, Torquato, Teté e Lilla
Obrigada e bom fim-de-semana.
Beijinhos

sexta-feira, maio 12, 2006 8:24:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Estou atrasada na resposta, mas não podia ser outro comentário que não os já escritos.
beijinhos e bom fim se semana
beirense

domingo, maio 14, 2006 12:09:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

Beirense Anónima
Obrigada e um bom Domingo.
Beijinhos beirenses

domingo, maio 14, 2006 12:13:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home