quarta-feira, março 08, 2006

Histórias Lembradas - VII

Ia o meu Tio a caminho do Café Gelo.
Vivia em Mem Martins e apeara-se na estação do Rossio para, como costumava fazer, se encontrar com o seu grupo de amigos, muitos de Moçambique, africanistas, como ele dizia, e passar a tarde em vivaz cavaqueira.
Mas constipação ou outra qualquer causa fizeram com que espirrasse.
E não foi um espirro à toa.
Foi um espirro com consequências de monta.
Projectou-lhe a dentadura. Quase à porta do café, para o meio do imenso amontado de gente que por ali arrastava o seu nada que fazer.
Baixou-se o meu Tio para procurar a dentadura, que algum sapato já havia decerto pontapeado, e baixaram-se muitos corpos para o ajudar, após estabelecida a devida corrente informativa sobre o objecto a encontrar. E assim ficou, sem grande delonga, recuperado o aparelho dentário. Mas a história não terminou aqui. Dois dentes tinham saltado como dois buracos bem o comprovavam. Havia que encontrá-los. E todo aquele largo passeio em frente ao café foi árdua e minuciosamente vasculhado por um monte de gente que, de repente, se viu com trabalho a executar.
Não foi tarefa fácil nem rápida.
A dentadura e os dois dentes dela arrancados regressaram, ao fim da tarde, a Mem Martins, no bolso do casaco do meu Tio, embrulhados num guardanapo de papel.

14 Comentários:

Blogger Periférico disse...

Isso é o que se chama persistência para recuperar o sorriso :-)!

Beijos

quarta-feira, março 08, 2006 6:21:00 da tarde  
Blogger espumante disse...

Assino por baixo do Perférico :)))
Muita gente não contaria a história qua acabaste de contar. Ter um tio com dentadura. Pffff! Pareceria mal...
:))))
Beijinho

quarta-feira, março 08, 2006 10:01:00 da tarde  
Blogger MJM disse...

Mas há muito pior e complicado... Alguém deixou cair a placa pela sanita e,mesmo com a boa vontade e persistência de alguém muito querido não foi possível recuperar a "dita" e logo como diz o periférico o sorriso! Pelo contrário o resultado foram lágrimas! Só no dia seguinte no dentista tudo se recompôs.Que tal?
Beijinhos.

quinta-feira, março 09, 2006 1:11:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

Periférico
Sem dúvida!
Beijinhos

quinta-feira, março 09, 2006 1:14:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

Espumante
Por que não contar a história? Aconteceu. Conto.
Beijinhos

quinta-feira, março 09, 2006 1:18:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

MJM
Na sanita? E como é que lá foi parar?
Conta.
Beijinhos

quinta-feira, março 09, 2006 1:22:00 da manhã  
Blogger MCM disse...

Foi preciso chegar aqui pra ouvir uma boa história! Voltarei!

quinta-feira, março 09, 2006 2:13:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

MCM
Obrigada e beijinhos

quinta-feira, março 09, 2006 7:50:00 da manhã  
Blogger Madalena disse...

Acho a cena digna de um filme, daqueles à antiga portuguesa...
sabes que neste computador da escola (vim cá passar o dia!) visualizo o teu blog de maniera diferente da do pc de casa. Não sei por que será?! Mas lá em casa vejo os brasões em cima do texto!!!! Isto não é uma reclamação... a culpa deve ser do meu pc.
Beijinhos para ti, Laurinha e obrigada pelas histórias que aqui contas!

quinta-feira, março 09, 2006 4:22:00 da tarde  
Blogger Folha de Chá disse...

Eh eh eh Nada como um bom espirro. :)

quinta-feira, março 09, 2006 6:09:00 da tarde  
Blogger dakidali disse...

Eh, eh, eh. Boa estória. Se fossem mais novos os intervenientes se calhar tinham-se fartado de rir e ninguém ajudava na procura.
Beijinhos
Teressa

quinta-feira, março 09, 2006 9:11:00 da tarde  
Blogger Luh disse...

Eu aceito a tua mão amiga.

quinta-feira, março 09, 2006 9:32:00 da tarde  
Blogger Luh disse...

Bem eu já deixei cair um telemóvel na sanita...Risos...

quinta-feira, março 09, 2006 9:33:00 da tarde  
Blogger Wakewinha disse...

Coitado do senhor! Que vergonha...

domingo, março 12, 2006 3:53:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home