quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Respigos de África - XXVI

Era amigo do meu Pai.
Era natural de Goa.
Gostava de alardear a sua cultura e o seu rigor linguístico, de pendor algo gongórico.
Com aquele sotaque doce, peculiar de muitos portugueses oriundos da Índia, nos anos trinta, em Moçambique, dizia assim, quando atendia o telefone:
- Quem fala da outra extremidade da linha?

7 Comentários:

Blogger Pitucha disse...

Acho lindo! Vou passar a usar.
Beijos

quarta-feira, fevereiro 08, 2006 1:28:00 da tarde  
Blogger A .Carlos disse...

Olá Lara,
Adorei ler estas recordações todas.
Algumas, recordaram-me terras por onde andei, em criança.
e é tão bom, termos recordações!!!
:)
Uma boa semana para ti
Bjsss
≺ A New Day ≻

quarta-feira, fevereiro 08, 2006 2:39:00 da tarde  
Blogger Periférico disse...

Delicadezas de outros tempos!;-)

Pena esta frase não se poder aplicar aos telemóveis ;-)!

Beijos

quarta-feira, fevereiro 08, 2006 3:35:00 da tarde  
Blogger Folha de Chá disse...

aH ah ah :) Se hoje alguém atendesse assim, de certeza que a conversa seria muito boa e alegre, porque começava com sorrisos. :)

quarta-feira, fevereiro 08, 2006 6:56:00 da tarde  
Blogger JVC disse...

belissima! ;)

quinta-feira, fevereiro 09, 2006 5:29:00 da tarde  
Blogger lilla mig disse...

Uau! :)

quinta-feira, fevereiro 09, 2006 11:34:00 da tarde  
Blogger Luh disse...

Venho deixar-te este endereço de mais um que foi baptizado com água do Chiveve.
http://beirameuamor1944.blogspot.com/

Beijinhos

sexta-feira, fevereiro 10, 2006 12:04:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home