domingo, setembro 18, 2005

Respigos de África - XI

Beira, anos trinta
O jardineiro, ao tratar do jardim, teve um triste acidente. Enquanto cavava a terra, a pá soltou-se do cabo da enxada e enterrou-se no joelho. O meu Pai quis levá-lo imediatamente ao hospital, mas, nesse tempo, os indígenas tinham o mais completo horror a hospitais, pelo que toda a insistência foi debalde. Preferiu ir para a sua palhota e tratar-se com o cuxe-cuxe. Após meia dúzia de dias, o meu Pai foi vê-lo e encontrou-o deitado numa esteira, a arder em febre, com a pá da enxada ainda enterrada no joelho.
Não obstante nova tentativa para o levar para o hospital, nada conseguiu.
O cuxe-cuxe havia dito que quando a pá caísse ele ficaria bom.
Faleceu estupidamente uns dias depois.

3 Comentários:

Blogger Madalena disse...

Que história triste, Laura! Mas é importante que seja contada, pois contém muitos ensinamentos! E todos chegamos à conclusão que precisamos de ajudas de verdade e que esperar pela previsão do cuxe-cuxe pode não ser solução. Um beijinho muito grande!

domingo, setembro 18, 2005 11:23:00 da tarde  
Blogger lilla mig disse...

uiii... :(

segunda-feira, setembro 19, 2005 2:21:00 da tarde  
Blogger Barbed Wire disse...

E então quando els estava com febre não conseguiram levá-lo ao hospital?

quinta-feira, setembro 22, 2005 4:58:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home