sábado, maio 28, 2005

Retrato Próprio

Aqui nesta família cibernética, virtual, que somos, não fazemos ideia de como cada um é. Pode ser uma vantagem, sem dúvida, mas passou-me pela cabeça lançar o desafio, a quem quiser, de se descrever a si próprio. O título em epígrafe não é meu, mas do Bocage:

Retrato próprio

Magro, de olhos azuis, carão moreno,
Bem servido de pés, meão na altura,
Triste da facha, o mesmo de figura,
Nariz alto no meio, e não pequeno.

Incapaz de assistir num só terreno,
Mais propenso ao furor do que à ternura;
Bebendo em níveas mãos por taça escura
De zelos infernais letal veneno:

Devoto incensador de mil deidades
(Digo, de moças mil) num só momento,
E somente no altar amando os frades:

Eis Bocage, em quem luz algum talento;
Saíram dele mesmo estas verdades
Num dia em que se achou mais pachorrento.

Há pouco tempo vi, talvez na Sociedade de Geografia, já não me lembro, o retrato pintado do Bocage, que em nada coincide com a ideia que eu fazia dele a partir dos seus versos.

Enfim, é só um desafio para quem estiver para aí virado. Claro que não tem que ser em verso. Tal como dizia Monsieur Jourdain, em «Le Bourgeois Gentilhomme»: «… je ne veux ni prose ni vers».

Vai a seguir o meu retrato próprio (expressão muito mais bonita que auto-retrato, não é?)

Sou alta, pelo menos nos percentis da minha geração, (percentil é o termo actual, eu acho); pele morena clara, cheia de manchas escuras (da idade, dizem);olhos castanhos a dar para o amarelo; longilínea, nem gorda nem magra; pés e mãos grandes, cabeça pequena; cabelos cinzentos; não me pinto, gosto de tudo ao natural; quanto ao vestuário, só clássico; muito contida, não exteriorizo as minhas emoções (ensinaram-me assim); inflexível nos códigos de conduta que assumi; apaziguadora, odeio conflitos, não entendo as guerras; muito selectiva e exigente nas amizades, poucas, mas boas. Eis-me!

10 Comentários:

Blogger Incompetente disse...

Olá Laura,

Como costumo dizer, espero que a entrada não seja interdita a incompetentes.
Retribuo a visita, com a (solene)promessa de voltar muitas mais vezes. Obrigado pelo esclarecimento sobre a graça do teu blogue.
Mais um desafio, ou uma corrente, como usam chamar, não é verdade? A tua descrição não andará muito longe da minha, salvo três ou quatro detalhes. Vamos lá a ver se a coisa pega. Acho que devias ter "vinculado" a malta, sugerindo que, depois da auto-descrição, a pessoa cravasse uma vítima para dar seguimento à coisa(ainda podes fazê-lo!).
É curioso que já tinha pensado num exercício do género, mas mais “artístico”, if you know what I mean. Se calhar, um dia destes...

Beijo incompetente e bom fim-de-semana!

sábado, maio 28, 2005 7:09:00 da tarde  
Blogger Laura Lara disse...

Muito obrigada pela visita. Não gosto de vincular ninguém. Quem quiser alinhar que o faça. Aguardo o teu exercício mais "artístico".
Até lá e beijos

sábado, maio 28, 2005 8:13:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

Eu sou como tu, mas com o cabelo pintado. Mas tenho muito mau feitio. Sou rigorosa, no que toca à verdade e isso acentua o tal mau feitio. A minha maior virtude é a paciência com alguma persistência à mistura. A minha pior versão é "eu" quando atinjo finalmente a impaciência, normalmente irreversível. Tenho o nariz grande desde que nasci. Segundo diz a minha mãe e dizia o meu pai. Tive muitos complexos, mas já passaram. Ou o nariz diminuiu ou me habituei a ele. Tenho uma má relação com as rugas. O único sinal exterior de idade que espero ansiosamente é uma neta.
Costumo venerar a sorte com que nasci. Devo ter tido uma fada madrinha mais bondosa do que as dos contos de fadas. Isto aplica-se sobretudo às pessoas que me preenchem a vida, incluindo madrasta e sogra que são minhas mães também!
Vou ter de acabar, não?
Beijinhos, Laura

domingo, maio 29, 2005 10:06:00 da manhã  
Blogger Laura Lara disse...

Madalena: Obrigada por teres respondido. Gostei da tua auto-descrição. Já tenho três netos e, sabes, fazem-nos mais novas. É engraçado que quando vêem pessoas pela minha idade as acham velhas, mas quanto a mim acham que não o sou. Quando se olha com amor é assim...

domingo, maio 29, 2005 10:33:00 da manhã  
Blogger t-shelf disse...

Eu: estatura média, rosto alongado, olhos e cabelo castanhos escuros (ainda só tenho uns 7 cabelos brancos de estimação que de vez em quando arranco só para contrariar a teoria do "olha que assim te nascem 3"). Mãos e pés pequenos (apesar dos meus 167cm calço o 35). Tenho 3 kg a mais do que gostaria de ter, talvez (ou não)por adorar dormir (preciso de 8-9 horas diárias para não ficar rabujenta). Tenho mesmo mau feitio, sou muito refilona e não me poupo a confrontos quando não consigo evitá-los, ou seja, tenho o irritante hábito de dizer verdades por vezes de uma forma demasiado frontal, but I'm working on it. Ou seja, ando a tentar ser frontal e impiedosa apenas com as pessoas que o mereçam (o que não inclui aqueles que amo). Por vezes tamnbém sou muito pouco tolerante. No entanto para compensar tento ser reliable ao máximo, solícita e humilde.
Roupa- o menos clássico possível, embora tenha tido de evitar determinadas peças de vestuário para não estimular a libido dos adolescentes que ensino, i.e. não possuo saias curtas nem camisolas com decotes pronunciados.
I could go on and on, tenho a mania que sou muito comunicativa e já extrapolei o limite do razoável para esta descrição.
Bjs

segunda-feira, maio 30, 2005 6:27:00 da tarde  
Blogger espumante disse...

Laura
Aqui vai o meu retrato :))) mesmo que para isso tenha glosado Bocage, mas a culpa é tua que o deste à estampa.
Então«é assim»... :))



Nem gordo nem magro, antes pelo contrário;
Normais metatarsos, altura indefinida;
Fachada idiota, expressão delambida,
Nariz trivial com olfacto arbitrário.

Incapaz de viver na chafurdice
Que nos rodeia todos os dias,
Não tolero a estupidez nem cretinice
De umas quantas vizinhas, conterrâneas, tias

Devoto incensador de mil beldades
Que me não deixam só um só momento,
Para nele imolar a solidão,

Eis o Espumante que amaria ter mais talento.
Pr’a que um dia não acorde em escuridão
Aqui, ao computador, onde me sento.

segunda-feira, maio 30, 2005 8:10:00 da tarde  
Blogger t-shelf disse...

Bravo espumante glosador exímio. A aguçar a curiosidade e adensando o mistério como convém ;)

segunda-feira, maio 30, 2005 8:46:00 da tarde  
Blogger Laura Lara disse...

T-SHELF
Preciso urgentemente de actualizar os meus vetustos critérios. 1,67 é estatura média? Então eu enganei toda a gente já que tenho apenas mais 3 cm.

ESPUMANTE
Que dotes há ainda para descobrir? Um verdadeiro espanto.

Obrigada e beijinhos aos dois

segunda-feira, maio 30, 2005 9:02:00 da tarde  
Blogger Madalena disse...

Eu sou a mais baixinha... Pensava que era alta, antes de saber os cm todos das vossas altitudes... O meu BI diz 1,66.
Beijinhos baixinhos

segunda-feira, maio 30, 2005 11:02:00 da tarde  
Blogger t-shelf disse...

Pois minhas lindas princesas madalena e laura, os tempos são outros, na minha geração 167cm já não é nada que impressione, enquanto que na vossa imagino que eram olhadas com admiração por muitas rapariguitas da mesma idade.
Beijinhos da reguila mais nova

segunda-feira, maio 30, 2005 11:15:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home